Babá, Papais e Mamães

Ciúmes da babá? Veja 10 dicas para superar este medo

Nunca é fácil para as mamães deixarem seus filhotes, os bens mais preciosos do mundo, com outras pessoas. Ter de trabalhar e contratar alguém para garantir o sustento e futuro dos pequenos é uma alternativa que muitas mães têm de enfrentar. 

 
Porém, e quando o ciúmes bate à porta ao ver os filhos convivendo muito com as cuidadoras? “Será que eles a amam mais do que a mim?” e “ele pode achar que ela é a mãe dele?” são apenas uns dos questionamentos que assombram muitas mamães. 
 
Até famosos já declararam isso: a apresentadora Angélica já revelou em entrevista que já deu folga para a babá quando vê os filhos muito apegados a ela. A atriz Vanessa Lóes, casada com Thiago Lacerda, também já declarou que sentia ciúmes e ainda queria fazer todo o trabalho da cuidadora. 
 
Separamos algumas dicas importantes para que mamães, babás e as crianças convivam em harmonia:
 
1. A babá deve, sim, amar seu filho
A principal característica que se espera da babá é que ela ame seu filho e tome conta dele com o todo o cuidado. Portanto, deve se deixar claro que as coisas devem ser separadas: mãe é mãe, babá é babá, sem que uma invada o espaço da outra. E, se babá e criança se dão bem, isso é mérito da mãe, que escolheu uma boa cuidadora e, de quebra, está criando um ser humano sociável e amável.
 
2. Cuidar, não monopolizar
A babá tem como função ajudar as mamães a cuidar da criança e, como todo ser humano em formação, a criança precisa de exemplos a serem seguidos. Isso deve partir dos pais, que têm de estipular um limite para que a babá saiba que ela é uma ajudante na criação e a criadora em si. 
 
3. Chegar a um comum acordo
Muitas mães se indignam quando a babá discorda de uma ordem. Vale pesar e chegar a um comum acordo, já que o que está em jogo é a criança. Ela, sim, é que deve ser levada em conta, independente de qualquer desentendimento. Mães precisam entender que a convivência oferece informações que devem chegar até elas. E babás também precisam ouvir as mamães. Tudo, claro, em prol do bem dos pequenos. 
 
4. Abrace suas escolhas e lide com elas
Da decisão de trabalhar fora até a escolha da babá, tudo ser pensado com cuidado pelas mamães. Mais importantes que ciúmes e/ou culpa, as mães precisam trabalhar em paz, sabendo que as crianças estão em boas mãos, se divertindo e felizes. 
 
5. Confiança é tudo
Se o ciúmes da babá impedir uma confiança harmoniosa, é necessário analisar se a questão envolve o comportamento da cuidadora ou uma insegurança da própria mãe. Uma mãe com um relacionamento saudável com seu filho não terá ciúmes excessivo da babá. Afinal, uma relação boa com a babá fará com a criança se torne um ser humano cada vez melhor, mais responsável e, claro, mais feliz. 
 
6. “Ele(a) chama a babá de ‘mãe'”
A formação da fala da criança pode deixar as mamães ainda mais confusas, especialmente quando a cuidadora é chama de ‘mãe’. Isso deve ser esclarecido à criança desde sempre, para saber separar, inclusive ensinando que a babá deve ser chamada pelo nome ou pelo apelido. E, independente de qualquer ato falho, a criança passará a diferenciar quem é sua mãe e quem é sua babá. Isso vem com o tempo e não deve ser motivo de preocupação.
 
7. Babá é parceira, não adversária
Discussões entre mãe e babá devem ser evitadas ao máximo, principalmente na frente da criança. Um ambiente harmonioso deve sempre rodear a criança para evitar traumas e deve ser passado para a criança que a babá ajuda a mãe a conquistar o que ela deseja na educação dos filhos. 
 
8. Aproveite seu tempo com o filho
Nada como chegar em casa e encontrar seu filho seguro, de banho tomado, alimentado, com as lições de casa em dia e, claro, cheio de histórias para contar. Especialistas afirmam que é importante pensar na qualidade do tempo que se passa com os filhos, por mais curto que seja. 
 
9. Se possível, divida tarefas com a babá
Você chegou em casa mais cedo? Não precisa dispensar a babá antes da hora para ter o filho somente para si. Ao lado da babá, troque a fralda, dê banho, pergunte o que o filhote e babá fizeram durante o dia. 
 
10. Divida as atividades
Para você, mamãe, é importante sentar e ajudar seu filho nas tarefas e trabalhos do colégio? Deixe claro para a babá que você quer esse tempo para si quando chegar em casa. Quer ver aquele DVD fofo que comprou para ver com o filhote? Alerte a babá que vocês três até podem assistir juntos, mas que a criança não deve assistir ao filme sem a presença da mãe.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *