Higiene/Cuidado/Saude

Doença do Mão-Pé-Boca: O que é e como tratar?

Você já ouviu falar da Doença Mão-Pé-Boca? Se trata de uma infecção muito comum em crianças, que consiste em bolinhas avermelhadas que espalham rápido pelo corpo – especialmente nas mãos, nos pés e na região da boca. A doença faz com que os pequenos tenham coceira, febre alta e até mesmo problemas respiratórios.

Como mencionamos acima, é uma doença comum nas crianças e tende a regredir sozinha, sem muitos problemas. No entanto, é imprescindível ficar de olho nos pequenos, pois o quadro pode debilitá-los facilmente.

Sintomas da Doença Mão-Pé-Boca

Como a infecção costuma ficar perto da úvula, a famosa campainha da garganta, as crianças podem começar a sentir dificuldade para comer e tomar líquidos nos primeiros dias. Além disso, é possível observar a vermelhidão rápida das regiões do corpo.

A tosse e o espirro são bem comuns nesta doença. O quadro costuma regredir dentro de uma semana, mas isso vai de criança para criança. Ou seja: pode sim variar. Além disso, não há um remédio que combata exatamente a doença.

Tratamento

Normalmente o tratamento visa combater os próprios sintomas da doença, e são utilizados remédios para dor e febre, além de sprays para aliviar a garganta. É importante hidratar bastante as crianças também, porque a desidratação pode acontecer.

Prevenção

Deve ser feita da mesma maneira que a das outras doenças virais: reforçando a higiene, com lavagem constante de mãos e uso de álcool gel quando não for viável usar água e sabão.

Para as crianças que já frequentam a escolinha, o ideal é chegar em casa, tirar o uniforme e, se possível, já tomar um banho. Uma limpeza bem feita no rosto e nas mãos também é recomendável caso não seja possível colocar o pequeno embaixo do chuveiro.

Mesmo sendo um tratamento simples, nos primeiros sintomas os pais já devem procurar o médico, até para entender qual a melhor medicação para o pequeno. Não se esqueçam!

 

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *