Babá, Higiene/Cuidado/Saude, Papais e Mamães

O pós-parto e a prévia organização para a chegada do bebê

Ainda que você se prepare, leia todos os livros e estude, cada pós-parto de cada mulher é diferente. Mas não se desespere, porque tudo é adaptável. Nos primeiros dias após o nascimento, o importante é que a mamãe se preocupe em se alimentar, alimentar o bebê e dormir o máximo que conseguir (dentro das sonecas do bebê). Para as outras atividades, é comum precisar de ajuda. Não se culpe e nem se force a fazer muitas coisas neste período, afinal acabou de chegar um ser pequenininho em sua casa e não faz mal não dar conta de tudo.

Os dias no hospital

Tudo ainda é novo e muita informação passa na cabeça da mamãe. Afinal, o bebê acabou de nascer, você ainda está aprendendo a amamentar – porque, de novo, por mais que você leia muito, na prática temos uma outra experiência – e muitas pessoas queridas te visitando e visitando o bebê. Nestes primeiros momentos é importante contar com três personagens: O pai, o obstetra e a enfermeira.

O pai poderá acalentar o bebê em momentos de descanso. Pense que você merece, sim, descanso, afinal dar à luz um bebê é extremamente cansativo e emocionante. Além disso você precisa comer, tomar banho, fazer curativos e uma série de outras coisas.

Já o obstetra vai avaliar a sua saúde – incluindo a emocional e a psicológica – desde o momento do pré-natal, do nascimento, até o pós-parto.

A enfermeira também ajudará a você em vários momentos, desde os curativos até o auxílio da mamada e primeiro banho do bebê. Confie na profissional que te atende, ela faz isso várias vezes ao dia e possui muita experiência!

Pós-parto e a busca pelo pediatra

Esta é outra função complicada, a busca pelo pediatra perfeito. Em primeiro lugar, não existe o perfeito, existe aquele que você sentirá segurança e confiará o seu bebê. Vale pedir indicação para amigos e familiares, assim como provavelmente você conseguiu com o seu obstetra. Ele, inclusive, poderá te indicar algum colega de profissão.

Ainda que a tendência é que levemos o bebê apenas após o nascimento para o pediatra, o ideal é marcar uma consulta no último trimestre da gravidez para tirar todas as dúvidas com relação ao pequeno.

Isso ajuda, inclusive, a ver se você e o papai terão confiança, se escolherão exatamente este médico para o bebê e afins.

Ajuda pós-parto com babá

Apesar de ser ligeiramente óbvio, muitas mães acabam sofrendo nos primeiros dias apos a chegada do bebê porque se forçam e se culpam por supostamente terem que dar conta de cuidar do bebê.

De novo, mamãe: você não tem que dar conta sozinha!

O papai precisa te ajudar – e muito – nos primeiros dias e em todo o momento que ele estiver livre. Sabemos que o Brasil ainda não é um pais com licença parental, o que dificulta bastante os primeiros meses de contato entre pai e filho, mas ele pode estar ao seu lado o máximo possível.

Para os momentos de horários comercial em que possivelmente o papai estará em trabalho, especialmente nos primeiros dias é importante contar com a ajuda de uma babá. Ela poderá te ajudar até que consiga se ajustar com horários, mamadas, sonecas e afins.

Você pode começar a procurar sua profissional dentro da plataforma AppNanny por volta do oitavo mês de gestação. Assim, você terá tempo de selecionar, entrevistar, contratar e conviver minimamente antes do nascimento do bebê. Além disso, a profissional também entenderá como funciona a rotina da sua casa, proporcionando uma transição mais leve quando o bebê chegar.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *