Babá, Papais e Mamães, Trabalho

Veja 9 surpresas desagradáveis para evitar ao contratar uma babá

Contratar uma babá para cuidar do seu bem mais precioso é uma tarefa que dedica atenção, discussão entre os pais e, claro, interação da criança.

Porém, o que muitos pais – muitas vezes distraídos com a correria do dia a dia – não percebem é que colocam as babás em situações pra lá de incômodas.

Veja algumas atitudes que devem ser evitadas a todo o custo:

Bagunça

Os pais contratam a babá para cuidar de uma criança e, quando chega na casa, encontra mais de uma criança. Ou, pior ainda: a babá tem de lidar com uma festa do pijama cheia de crianças sem ser comunicada.

Erro de cálculo

Não calcule o valor errado da diária ou do salário da babá. Deixar o valor pré-determinado e fazer o pagamento da forma mais prática à funcionária é questão de respeito com a profissional.

Animais inesperados

Já pensou ser contratada para cuidar de uma criança e, quando chegar para o primeiro dia, descobrir que a residência conta com animais? A babá deve ter ciência que cães, gatos e outros animais moram na casa para evitar medos futuros ou alergias.

Babá, não doméstica

Pais deixam a criança para a babá tomar conta e, como “brinde”, deixam louça para lavar, roupas para passar e outras tarefas que vão além das funções da profissional. Portanto, papais, não se rendam ao “ah, se der um tempinho…”.

Abasteça a geladeira

Horas fora de casa e os pais deixaram a babá e criança(s) sem comida na geladeira. A compra de alimentos deve ser uma preocupação dos pais e não da cuidadora.

Sem imprevistos

Uma babá – especialmente a que cuida de mais de uma criança – tem sua agenda organizada para criar uma rotina profissional, certo? Portanto, nada de chamar a babá na última hora para trabalhar num feriado, por exemplo. Afinal, todos temos direito a uma vida social.

Abra o jogo sobre os filhos

Vender gato por lebre à babá é um desrespeito na hora da contratação. A profissional deve saber a verdade sobre o comportamento da criança e, assim, criar uma convivência pacífica. Não fale que seu filho dorme cedo quando ele, na verdade, dá um trabalho daqueles e só cai no sono de madrugada, por exemplo.

“Fique mais um pouquinho”

Ninguém gosta de ficar além do horário no trabalho. E isso, claro, também vale para as babás. Não atrase compromissos da funcionária. Caso não consiga chegar a tempo em um caso específico, veja a disponibilidade dela e a compense financeiramente pelo tempo a mais de trabalho.

A par das doenças

Não coloque em risco a saúde da babá. Se a criança estiver doente, avise a funcionária para que ela se previna e também não fique doente. Afinal, além de prejudicar a vida pessoal e profissional dela, os pais podem ficar sem quem cuide da criança enquanto a babá não puder voltar a trabalhar.

Fonte: UOL

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *