Babá

Salário das babás: Como acertar um valor justo para contratada e contratante?

Um dos temas mais comentados entre as babás, nas redes sociais, é sobre o quanto cobrar em suas jornadas de trabalho. Afinal de contas, existem várias modalidades de prestação de serviços: ir e vir, folguista, por hora, para dormir, baby-sitter etc. Sendo assim, qual seria o salário justo para cada período de trabalho?

Pesquisando salário no mercado

Em primeiro lugar é imprescindível pesquisar no mercado a média de valores que estão sendo praticados. Isso é importante para não se desvalorizar e tampouco onerar seu futuro contratante.

Uma opção é perguntar nos grupos, nas redes sociais (como Facebook e afins) qual é a média que as colegas cobram. Outra possibilidade é acessar sites como o SINE (Site Nacional de Empregos) e pesquisar os valores para cada categoria.

AppNanny intermédia valores na plataforma?

Não. A AppNanny serve como intermediador entre profissional e contratante. Dentro da plataforma, no aplicativo, é possível se cadastrar, colocar as referências e conversar com as mamães. No entanto, valores a serem cobrados deverão ser discutidos entre as duas partes.

Cuidando de mais de uma criança

Quando as crianças são bem pequenas, o ideal é que exista uma profissional para cada bebê, porque os cuidados são extremos. No entanto, é possível cuidar de mais de uma criança, desde que seja acertada a sua rotina, horários e salário, que deve ser ajustado conforme as demandas com os pequenos.

Sou doméstica e meu contratante me quer como babá. E agora?

Existem muitos casos que a família tem tanto apego pela funcionária, que acaba pedindo que ela mesma cuide do pequeno assim que ele nascer. Porque, afinal de contas, o trabalho de babá se baseia especialmente na confiança entre mamãe e profissional.

Em primeiro lugar, é válido entender como os seus serviços seriam divididos na casa ou se a mamãe contrataria outra doméstica para as funções da casa e te deixaria exclusivamente com o bebê. Em segundo lugar, é imprescindível que você sugira à sua contratante a necessidade de fazer um curso de babá. Por mais que você tenha experiência em sua casa ou em qualquer outro lugar, é importante saber alguns cuidados com os pequenos, especialmente recém nascidos. E, é claro, é importante se especializar, já que está formando uma nova carreira.

Em terceiro lugar, é justo acertar o seu salário de acordo com as necessidades dos dois lados: contratada e contratante. Se, por exemplo, você continuar como doméstica e aos finais de semana prestar serviço como folguista para a sua contratante, é necessário cobrar diárias extras.

Leave a Comment