Babá, Papais e Mamães

Terrible Two: Como driblar a adolescência do bebê

O bebê é todo apegado aos pais e à babá. É carinhoso, amoroso. E, de repente, o pequeno começa a responder com malcriação, usar mais a palavra “não” e mostrar sua nova personalidade. Muitos papais ficam assustados, por isso precisamos alertar: o seu filho está entrando na adolescência infantil, o famosos Terrible Two.

Terrible Two

Esta temida fase normalmente vai do primeiro ano da criança até pelo menos o terceiro. Teimosia, mau humor, birras e gritos são muito comuns na Terrible Two, mas é preciso entender que isto faz parte do amadurecimento do bebê. Este é um período de muitas transições para o pequeno, pois é quando ele começa a se reconhecer no mundo, entender suas vontades, como se expressar e como compreender as coisas. Resumo: muito se passa pela cabecinha dele.

Até o período do Terrible Two, a criança é completamente dependente dos cuidadores – que neste caso incluímos sim os pais e as babás. Quando elas começam a se reconhecer como indivíduo, passam a defender suas vontades. Como ainda não entendem e não reconhecem a frustração, sua reação pode ser, sim, de choro e birra.

Lidando com a fase do Terrible Two

Esta é uma fase importantíssima da vida do bebê, porque é quando ele começa a entender sua participação no mundo. É o momento de mostrar que este pequeno é uma pessoa. Olhar nos olhos e conversar sério, falar na linguagem dele. Explicar que com birra e malcriação ele não conseguirá o que quer.

Dar mais atenção às coisas boas que a criança faz do que as más também é uma estratégia boa. Afinal, a criança quer atenção neste momento, e se perceber que a sua energia é mais investida nas malcriações, ela vai continuar insistindo nisso.

Leave a Comment